Pages

03 julho 2014

Conhecer Lisboa- dia 2

DIA 2 – BELÉM

 Palácio Nacional de Belém, a residência oficial do Presidente da República. Caso goste de história e política, poderá visitar o Museu e o próprio Palácio de Belém, o bilhete custa 5,00€ e há descontos para estudantes e grupos.

Se está numa de visitar alguns museus , do lado direito do Palácio de Belém, está situado o Museu Nacional dos Coches, onde estão as antigas carruagens das famílias reais portuguesas e de outras personalidades, como a carruagem do Papa. Este é o museu mais visitado de Portugal há descontos para estudantes e jovens.

Saindo do museu, siga pela Rua Belém, passando novamente em frente ao Palácio da presidência. Pouco mais de 100 m à frente provavelmente verá uma enorme fila no meio da rua. Terá chegado à famosíssima Pastelaria de Belém, onde são confeccionados os famosos, típicos e únicos Pastéis de Belém. Sem dúvida, o doce mais famoso português, produzido pela mesma família (de geração em geração) e no mesmo sítio desde 1837. Dentro da Pastelaria poderá ver a fabricação do produto através de uma parede de vidro, mas existe uma porta fechada a sete chaves chamada “A Oficina do Segredo” onde está guardada a antiga receita secreta da confecção e preparação dos verdadeiros Pastéis de Belém. Actualmente, apenas três mestres pasteleiros da Oficina do Segredo são detentores da receita e assinam um termo de responsabilidade e fazem um juramento em como se comprometem a não divulgar a receita. 

Seguindo em frente, pela rua que o levou à pastelaria, verá o imponente Mosteiro dos Jerónimos.
A arquitectura manuelina do Mosteiro merece muitas fotos. A entrada na Igreja é gratuita e para além de ser linda, é onde irá encontrar os túmulos de Vasco da Gama, Luís Vaz de Camões e de outros reis e rainhas portugueses. Ainda no Mosteiro, poderá visitar o antigo Claustro dos Jerónimos e ter acesso ao bonito jardim, salas e ao coro alto da Igreja. 
Nota: Dentro do claustro está também o túmulo de escritor Fernando Pessoa.

Em frente ao Mosteiro está a fantástica Praça do Império, um jardim muito bonito e cuidado, com uma enorme fonte, e também o Centro Cultural de Belém, onde acontecem eventos artísticos e culturais. Na extremidade da Praça encontra uma escadaria que dá acesso a um túnel que passa por baixo da movimentada avenida e da linha do comboio e que lhe permite chegar ao Padrão do Descobrimentos, inaugurado em 1960 para homenagear os elementos envolvidos no processo dos Descobrimentos portugueses. O preço do bilhete no Padrão permite ao visitante subir de elevador até ao topo do monumento, a 50 metros de altura, e ter uma vista fantástica de Belém, da Ponte 25 de Abril e do Rio Tejo.
Em frente ao Padrão dos Descobrimentos existe uma rosa-dos-ventos de 50 metros de diâmetro, desenhada no chão, uma oferta da África do Sul em 1960, em Roma faça como os romanos, tire uma foto em cima do seu país de origem!

Continue a caminhar pela avenida principal, à beira-rio, até chegar a um enorme jardim, um pouco mais à frente, onde a Torre de Belém foi construída, mesmo dentro do rio Tejo, estamos a falar de uma caminhada de cerca de dez minutos. A Torre foi concluída em 1520 e era utilizada como um forte de vigia que impedia que embarcações não autorizadas entrassem na cidade de Lisboa. O bilhete individual custa 5 €, mas pode ser comprado juntamente com a entrada do mosteiro, poupando assim alguns euros.

E aqui termina aqui o 2º dia! Se lhe sobrar tempo ainda pode voltar à Pastelaria e comer mais uns Pastéis de Belém.
Eu com minha madrinha e afilhada no Padrão dos Descobrimentos


Amanhã o final dos 3 dias por Lisboa!O dia 1 pode ver aqui:http://montedeinutilidades.blogspot.pt/2014/07/conhecer-lisboa.html