Pages

13 março 2015

Me rendi ao e-book



Não adianta lutar: o futuro é do e-book.
Sou, e sempre fui, uma devoradora de palavras. Leio bula de remédio e manuais de instrução de telemóveis! E como uma leitora viciada, sou um rato de livrarias e bibliotecas. Meu vício já me levou a levar livros bem pesados em bagagem de mão no avião...Lembro de só largar livro para comer...
Agora, começo a entender essa revolução que anda por ai...
 Como resultado do meu vício, já havia tentado anteriormente baixar e ler livros electrónicos, tendo desistido. Na primeira, baixei um e-book no meu computador para descobrir o quão inconveniente é ter um livro que você não consegue levar para lugar nenhum.Até que meu filho me ofereceu um Kindle. Olhei meio de lado,desconfiada, faltava o cheiro de papel,o barulho das folhas...Mas ao fim do segundo livro lido lá,me rendi.Não vou dizer que esqueci completamente os livros,mas a leitura é agradável,posso levar quantos livros quiser dentro da mala sem pesar.
Estou adorando a experiência. E tenho a certeza que irá virar um hábito. Hoje olho para meu Kindle pensando no futuro formato dos livros, comentários do autor e outros leitores, e outras inovações que o tablet ligado à internet trará a esse mundo de leitura que evoluiu muito poucos nos últimos 500 anos.E vocês por aí,já se renderam?