Arrepiados de Almoster

Conheci essa receita no livro "A Bimby na Cozinha Regional Portuguesa",e adoro!Fui procurar hoje a história da mesma,e vejam o que encontrei:
Conta a lenda que o seu nome “arrepiados” advém de uma situação em que as monjas se encontravam atarefadas na cozinha a preparar doces para receberem um grupo de fidalgos e uma delas terá posto em causa a qualidade daquilo que se estava confeccionando. Então a monja que dirigia as operações da cozinha terá dito: Não te preocupes porque os bolos que estamos a fazer vão sair tão bons que os Fidalgos vão ficar arrepiados.

Para uma receita:
2 claras
250grs de açúcar
250grs de amêndoa laminada



Método tradicional:

Bata as claras e o açucar , até obter um merengue volumoso.
Adicione as amêndoas envolvendo por todo o merengue.

Forre com papel vegetal um tabuleiro, com a ajuda de uma colher de sobremesa  faça montinhos bem salientes e afastados uns dos outros, ou se preferir coloque os montinhos directamente dentro de forminhas de papel .Conta-se que a receita original era com um tabuleiro untado com azeite.Penso que as monjas não vão reclamar se nós usarmos o papel vegetal,ou um tapete de silicone ;),mas ao tirar do forno,descole rapidamente.

Leve a cozer no forno pré-aquecido a 120ºC, durante 50 minutos.Sim,é mesmo lento,mas é o que vai garantir a textura certa.

Na Bimby:
Coloque a borboleta na lâmina, introduza as claras e o açucar,bata 12 minutos/Vel. 3/1/2.

Junte a amêndoa e envolva 6 segundos Vel. Colher.
Depois é igual ao metodo tradicional.

Mensagens populares