15 fevereiro 2015

Whiplash -Um filme com alma



Ontem,dia dos namorados, estava sozinha. Meu namorado estava trabalhando rumo ao outro lado do atlântico e eu ia ao cinema (sem grande vontade, pois detesto ir ver um filme que a partida não me fascina) ver as tão famosas sombras de Grey. Com a mais absoluta preguiça para sair, vem meu lindo filho, que vocês já sabem que não mora mais aqui em casa(podem clicar AQUI para ler sobre essa mudança) e me desafia para ver um filme com ele. Qual a mãe em pleno juízo que não teria trocado a saída?
Ele viu pela segunda vez para me fazer companhia (é um fofo não é?) o maravilhoso WHIPLASH

A fabulosa interpretação do professor condutor da banda é algo de sensacional. Ele  é quase um psicopata. Exige a mais absoluta e total  perfeição dos alunos com métodos no mínimo questionáveis. Humilhação, provocações homofóbicas, abuso psicológico. O ator consegue ao mesmo tempo ser sádico e ter um lado charmoso e sarcástico. Em nenhum momento do filme deixei de amar odia-lo! O filme para mim é dele! O aluno, passa uma mistura perfeita de arrogância e insegurança.Apesar da musica do filme ser maravilhosa, não é um filme sobre jazz é sobre talento e resiliência. Acabei pensando em duas coisas, os fins justificam os meios? E até onde o ser humano precisa ir para alcançar a grandeza?
Nomeado para 5 oscars incluindo ator secundário para o JK Simons.
Depois do filme, ainda começamos a ver o Birdman, mas achei o começo meio chato, provavelmente por ainda ter toda a adrenalina do filme anterior.Hoje recomeço pois adoro o Michael Keaton!