25 agosto 2013

O quê que a francesa tem?




Ontem,num dos meus lugares predilectos (livraria)encontrei a leitura para o fim de semana.
Mesmo tendo filhos com 19 e 14 anos,o titulo"Crianças francesas não fazem manha" fez com que a minha curiosidade fosse logo atiçada :)
A escritora,uma americana que foi mãe em Paris começou a observar a diferença no comportamento das crianças.No livro podemos encontrar um relato divertido, inteligente e fundamentado sobre esses segredos. Por mais que a autora compare seu jeito materno americano com o jeito francês, o jeito brasileiro é estampado a todo instante, já que aqui há muita influência da cultura americana.

Eu,que fui mãe fora do Brasil me revi em algumas passagens do livro.Os franceses se dedicam a  ensinar os filhos que é preciso dormir a noite toda, saber esperar para ter o que querem (inclusive a atenção dos pais), experimentar todo tipo de alimento e estabelecer limites.Essa parte do limite é que o bicho pega!

A única parte em que discordei totalmente  das "mães francesas" foi a parte de amamentação,mas até nesse ponto ela apresenta dados a levar em conta...
Devorei o livro ontem logo que chegamos com ele.É uma leitura deliciosa,e no fim do livro só me deu uma tristeza bem grande, de não ter sabido de algumas das coisas que a autora cita no livro antes de ter tido filhos.

Ler é uma delicia,e não precisa tudo ser levado muito a sério (afinal esse é o meu tipo de leitura de ferias)Uma leitura rápida e fácil. Isso se você rir dos conselhos mais absurdos, das classificações categóricas e das verdades absolutas.
Recomendo tirar o preconceito da cabeça e se jogar na leitura de final de semana.



Agora,a minha próxima ida a livraria incluirá os seguintes títulos :
 As irresistíveis mulheres francesas
 A elegância e os segredos da mulher francesa,
 As mulheres francesas não engordam,
 Os segredos das mulheres francesas
O que as mulheres francesas sabem. 
Mulheres francesas não dormem sozinhas


O que deu ao mundo para amar tanto as mulheres francesas?
Depois de ler os outros eu conto,tá?
                                                             Luciana